CPMVS- Centro de Pesquisa e Manejo da Vida Silvestre

Em 1996, uma área da Reserva Jequitibá, importante remanescente florestal da Mata Atlântica, rica em biodiversidade, localizada na Serra Jibóia, município de Elísio Medrado, serviu para abrigar as instalações do Gambá, voltadas para o desenvolvimento das atividades do Programa de Conservação de Ecossistemas. Com essa área a organização pode ampliar suas ações através de projetos demonstrativos para a recuperação florestal de áreas degradadas da Mata Atlântica, reabilitação de animais silvestres para repovoamento dos fragmentos florestais, buscar alternativas sustentáveis para as comunidades como estratégias de conservação da biodiversidade e dos recursos hídricos.

Em 2002, o CPMVS recebeu do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, o título de Posto Avançado Estadual da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, que mantém até hoje, como reconhecimento pela importância dos projetos ali desenvolvidos pela conservação da riqueza de biodiversidade da Serra da Jibóia, remanescente de Mata Atlântica.

A partir de 2003, o CPMV, instalado na Reserva Jequitibá, vem sendo consolidado como uma instalação do Gambá com o objetivo de ser uma unidade de pesquisa in situ e ex situ para a região do Recôncavo Sul da Bahia, e de desenvolvimento de projetos demonstrativos de conservação da biodiversidade e do uso sustentável de recursos naturais da Mata Atlântica.

Desde 1996, vem fortalecendo relações de parcerias e atuando juntamente com agentes importantes da região como Sindicatos de Trabalhadores Rurais – STR; Associações Comunitárias de pequenos produtores e de moradores; Igreja Católica e Batista; Órgãos do Poder Público com ação local como Prefeituras Municipais; órgãos regionais de assistência rural e fiscalização ambiental como EBDA – Empresa Baiana de Desenvolvimento Regional Agrícola, CAR – Companhia de Ação Regional, EMBASA – Empresa Baiana de Saneamento, Ministério Público Estadual, Policia Militar, Órgãos e Instituições Federais como IBAMA, Escolas Agrotécnicas Federais, CHESF, UFBA através da Escola de Agronomia e UFRB através das escolas de Biologia, Engenharia Florestal e Agronomia.

Objetivos do CPMVS

  • Contribuir com a conservação e preservação de fragmentos florestais de Mata Atlântica e de Caatinga da Região do Recôncavo Sul da Bahia, focando biodiversidade e os recursos hídricos, principalmente o remanescente da Serra da Jibóia;
  • Recuperar áreas degradas de Mata Atlântica, priorizando as APPs – Áreas de Preservação Permanete e ARL – Áreas de Reserva Legal;
  • Repovoamento dos fragmentos florestais de Mata Atlântica e de Caatinga da Região, com a recuperação das populações de animais silvestres;
  • Testar e implantar alternativas sustentáveis para as necessidades das comunidades locais, suprindo as demandas por recurso madeireiro;
  • Contribuir para a construção do conhecimento em prol da conservação da Mata Atlântica, respeitando os saberes populares e científicos;
  • Contribuir para a transformação do cidadão focando

Ações Estratégicas para cumprimento dos Objetivos

  • Produção de mudas de essências florestais nativas de Mata atlântica e de Caatinga;
  • Recuperação de áreas degradadas de APPs e ARL com plantio de mudas nativas;
  • Implantação de bosques-energéticos e madeiráveis como alternativas sustentáveis para atendimento da demanda por lenha e outros recursos madeireiros;
  • Implantação de cercas vivas como alternativa sustentável para atendimento da demanda por estacas para cercamento de propriedades;
  • Combate do crime ambiental na região, principalmente o tráfico de animais silvestres e o desmatemento dos últimos remanescentes florestais da região;
  • Resgate, reabilitação e soltura de animais silvestres para repovoamento dos fragmentos;
  • Disseminação de informações ambientais e capacitação de comunidades e lideranças locais para atuarem em prol da preservação do meio ambiente;
  • Apoio e realização de pesquisas sobre a sóciobiodiversidade da Serra da Jibóia.
  • Contribuição para implementação de políticas públicas ambientais na Região.

Resultados alcançados no período de 1996 a 2010

  • Produção e plantio de mais de 1 milhão de mudas nativas;
  • Doação de cerca de 40.000  mudas para fins educativos;
  • Reflorestamento de 400 ha de áreas degradadas de Mata Atlântica com execução de 85 Projetos de  reflorestamento;
  • Implantação de 10 hectares de bosques energéticos e madeiráveis;
  • Implantação de 15.000 metros de cerca-viva nas comunidades de entorno da Serra da Jibóia;
  • Resgate, reabilitação e destinação de 4.182 animais silvestres;
  • Envolvimento de 9.000 profissionais da educação e estudantes, 3.587 pessoas das comunidades  locais, incluindo lideranças comunitárias;
  • Treinamento de 470 policiais na aplicação da Lei de Crimes Ambientais em 8 Oficinas;
  • Consolidação do Grupo de Voluntários Ambientais do Gambá, com a participação e formação de jovens das comunidades rurais;
  • Realização de 9 oficinas sobre recuperação de áreas, de 5 cursos sobre coleta e beneficiamento de sementes, 3 Dias de campo, exposições fotográficas e palestras;entre outras atividades educativas.

Esses resultados foram alcançados através dos seguintes projetos:

  • Recuperação Florestal de Áreas Rurais Degradadas – Reflorar  (1996 – 2007) – Ministério do Meio Ambiente – MMA – PPG7/PDA
  • Conservação dos Recursos Hídricos e da Biodiversidade da Serra da Jibóia. (2007 – 2009) – Ministério do Meio Ambiente – MMA – PPG7/PDA
  • Fortalecimento da Fiscalização Ambiental na Região do Recôncavo Sul Baiano. (1998 – 2009) – Fundação O Boticário de Proteção à Natureza
  • Conservação da Avifauna Resgatada do Comércio e Cativeiro Ilegal na Região do Recôncavo Sul Baiano. (1998 – 2009) – IBAMA/ CEMAVE – Centro Nacional de Pesquisa e Conservação das Aves   Silvestres.
  • Ações Ambientais Sustentáveis no Recôncavo Sul Baiano (2010-2012).
  • Ações Ambientais Sustentáveis – Uma Nova Fase (2013 – 2015)  – Clique e conheça o hotsite do projeto em execução.

Reunião com os Voluntários Ambientais do Gambá no Dia de Campo “Práticas Sustentáveis para o Manejo Ecológico da Propriedade Rural”.

Soltura de população de 40 indivíduos de Caititus ou Porcos-do-mato (Pecari tajacu L.).

Logomarca Gambá

Av. Juracy Magalhães Jr, 768, Edf. RV Center, sala 102, Rio Vermelho, Salvador/Ba. Tel/fax: 71- 3240-6822

Reserva Jequitibá – Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, Serra da Jibóia, Elísio Medrado/BA